Casamento no inverno

Faz uns dias que uma leitora me pediu ajuda de como se vestir para ir a um casamento em um sítio, às quatro e meia da tarde, em pleno invernão que estamos vivendo.
Bom, se escolher vestido pra ir em casamento “no campo” já não é tarefa das mais fáceis, quando tá frio, então, nem se fale. Confesso que esse post demorou para ficar pronto, porque achar fotos com referências bacanas aqui do Brasil é algo um tanto complicado. Não que bons vestidos não existam, mas o fato é que os sites das marcas nacionais ainda deixam muito a desejar, e isso complica a vida de quem pesquisa pela internet antes de sair batendo perna em busca da roupa ideal.
De todo modo, depois de muito vasculhar achei algumas imagens que podem inspirar convidadas que não querem passar frio e, mesmo que elas não sejam ideais, já dá pra ter uma ideia de que look montar. Como em muitos casos as fotos que usei são de roupas que não vendem ou entregam no Brasil, nem me preocupei em citar as marcas ou definir os preços. A intenção é inspirar e facilitar a busca.
O ponto principal é lembrar que no frio, decotes profundos, fendas e ombros e costas totalmente de fora devem ser evitados se você não quiser pegar um belo resfriado e passar o casamento inteiro 
com pele de frango depenado
 arrepiada. Mesmo se o casamento fosse num lugar fechadinho e dentro da cidade (onde geralmente é um pouquinho mais quente do que um sítio descampado em lugar distante) o ideal é adequar sua roupa ao clima do momento.
Portanto, opte por um tecido um pouquinho mais grosso e pesado que já ajuda a proteger do vento gelado. Vale lembrar que tem gente que é mais friorenta e tem gente que é mais calorenta. Portanto, muitas vezes um vestido mais pesado já o suficiente pra te deixar em paz durante a cerimônia, porém, se esse não é o seu caso fique atenta aos detalhes.
Vestidos de manga longa ou 3/4 são super elegantes e perfeitos pra quem sente “frio nos ossos” (hahaha! minha irmã diz que sente), assim como uma meia calça bem grossa – afinal, quanto menos pele à mostra menor é a chance de ficar batendo queixo.
Em relação ao comprimento do vestido, coisa que muita gente tem dúvida (independente do clima), hoje em dia não existe uma regra super rígida – a não ser que o traje seja definido como black tie -, mas vale usar o bom senso. Eu, particularmente, acho que na maioria dos casamentos o ideal é optar por vestidos longos, porém, em casamento diurnos muitas vezes o longuete é mais adequado, assim como em casamentos em ambientes mais informais como praia ou fazenda.
No caso específico da nossa leitora, pelo horário e local, o importante é pensar que apesar do casamento ser na parte da tarde (16:30), muito provavelmente a festa se estenderá ao longo da noite, que o ambiente é “rústico” (um sítio) e, por isso, talvez você tenha que caminhar na grama, sem contar que bichinhos (pernilongos e afins) podem estar entre os convidados.
Por isso, eu apostaria numa peça com comprimento médio, na altura do joelho – mais de acordo com o ambiente campestre -, de manga longa – pra proteger do frio e das possíveis picadas -, feita com tecido nobre sem bordados – assim o vestido fica adequado ao dia e à noite -, numa meia calça fio 80 – também pra proteger do frio e do bichinhos – e num sapato de salto grosso – que traz elegância e postura, mas é mais prático de caminhar em “terreno acidentado”. Também levaria um casaco de lã ou trenchcoat que acompanhe o comprimento do vestido para o caso de um frio mais extremo bater.
Quanto aos acessórios, já que o casamento vai ser num sítio acho que o mais apropriado seria usar bijoux com pedras – nada de strass ou brilhante, que são over pra uma festa no campo – e uma clutch que chame a atenção – pode ser brilhante, colorida ou com bordados mil, já que o resto do look é mais sóbrio. Make e cabelo caprichados, sem muito brilho ou cores berrantes.

Vestidos curto com manga longa são excelentes opções para casamento no inverno
Em caso de dúvida, se você ficar completamente perdida sobre qual o traje adequado para a ocasião, ligue para a pessoa mais próxima da noiva que esteja envolvida com os preparativos (mãe, irmã, tia) e pergunte. Simples assim. Isso evita constrangimentos para ambos os lados, já que muitas vezes a noiva, mesmo se casando de dia e num local mais descontraído, prefere que seus convidados se vistam mais formalmente.
Se o indicado for o vestido longo, opte por um bem minimalista e sequinho. Assim você fica dentro do dress code, mas também não fica “descombinando” com o ambiente rústico da cerimônia.

Ó a Melina ensinando a gente a usar tomara que caia no inverno
Para quem não abre mão de um tomara-que-caia (os queridinhos de 90% da mulherada), procure por uma pelerine, echarpes ou boleros do tom do vestido para manter seu colo e costas mais quentinhos. O importante, caso você opte por usar um casaquinho por cima do seu vestido é que ele seja bem cortado, ajustado ao corpo e de tecido nobre. Um casaqueto “pobre” detona o mais lindo dos vestidos.
Para quem não gosta de vestidos, dá pra estar elegante com outras peças como: saia lápis+camisa, tailleur, macacão, saia longa+casaqueto. O importante é usar o bom-senso, regra principal pra se vestir em qualquer ocasião. Como eu disse antes, se a festa não for mega formal e a noiva não exigir vestido longo, dá sim pra adaptar o look. O importante é lembrar que quando a gente foge do “look padrão” não podemos escorregar em absolutamente nada. Capriche no make e cabelo e escolha peças bem cortadas, com excelente caimento e tecido nobre.
O fato é que dá sim pra ficar linda, elegante e quentinha. Basta ir em busca da roupa ideal que se enquadre no tom da cerimônia e seja adequada ao clima do dia. Aqui no Brasil, algumas marcas que eu acho bacana pra ir atrás do look pra um casamento no inverno (e no verão também) são:

AGRADECIMENTOS A FASCHION 4 FUN. FONTE DE PESQUISA.E LOLO PORCEL.