sábado, 28 de março de 2015

Miss SP: veja a lista das 30 candidatas De 95 meninas, apenas 30 terão a chance de disputar a coroa em 2015.


Foi dada a largada para o Miss São Paulo 2015. Na tarde deste sábado, 95 meninas concorreram à uma vaga no concurso estadual, mas apenas 30 delas foram escolhidas.

A seleção aconteceu na sede do Grupo Bandeirantes de Comunicação, no bairro do Morumbi, em São Paulo.

Um júri formado por especialistas se reuniu em um dos estúdios da emissora para avaliar as representantes dos municípios que irão disputar a coroa no dia 16 de maio, no Anhembi.

A Band e o band.com.br transmitirão a 60ª edição estadual do tradicional concurso de beleza. Acompanhe pelo site oficial os bastidores da competição.

Confira abaixo a lista completa:

Americana - Nathalia Silvestrini Martins
Amparo- Gabriela Burgos Santana
Araras- Leticia Gabriela Tofolo Nardes
Artur Nogueira - Jenifer Gomes Ribeiro
Barueri - Daniella Figueiredo da Silva
Bebedouro - Michelli de Fatima Galvão
Cabreúva - Franciele Cristina Batista
Campinas - Ana Carolina Bernardi Valadares
Conchal - Lorena Tognolli
Franca - Giovanna Poppi Felício
Guarulhos - Marina Alves
Ilhabela - Denise Cristina Souza Prado
Indaiatuba - Ester Sabrina Coutinho
Jaboticabal - Mayrane Barbosa Souza
Marília - Isabela Tozato de Oliveira Lima
Olímpia - Camila Pouso Coutinho
Pedreira - Whiny Dara da Roza Fernandes
Piracicaba - Bruna Zanardo
Presidente Prudente - Natasha Gallinari Holzhausen
Rancharia - Daniele Aparecida Gonçalves Arruda
Ribeirão Preto - Jéssica Voltolini Vilela
Rio Claro - Beatriz Loesch Patrony
Santana de Parnaíba - Marcella Delagatti Bento
Santo André - Stefany Waleska Rodrigues Sales
São Bernardo do Campo - Gizela Bacelar Macedo
São Carlos - Camila Chagas Vicente
São Paulo (Capital) - Jaqueline Santana Zoumbounelos Ciocci
Sumaré - Greicy Kelly Nobre
Taubaté - Simone Aparecida de Alvarenga

Vinhedo - Gabriele Marinho Barbosa

segunda-feira, 23 de março de 2015

Truques da moda para você usar vestidos do verão durante o inverno

Reciclando Moda, como usar peças do verão no inverno??

Por Denis Moraes


Jaquetas

Vestidos do verão para usar no inverno
Se você gosta de um vestidinho mais leve, faça opção por usá-lo com uma jaqueta de couro, por ser mais eficiente e é a cara do inverno. Para completar o look, use uma meia calça grossa tipo fio 80 e um calçado fechado.

Casacos

Dicas para usar vestidos de verão no inverno

Além da jaqueta, você pode usar casacos ou sobretudos por cima dos vestidos do verão para compor o seu look de inverno. A grande vantagem de usar o casaco ao invés da jaqueta, é que você pode testar diversas sobreposições com várias estampas e texturas diferentes. Se você quiser ousar um pouco mais, pode optar por usar um sobretudo e fazer parecer que é um vestido mais curto.

Botas

Vestidos de Verão combinado com Botas para o Inverno
Esqueça os calçados abertos. Para compor looks com vestidos do verão durante o inverno, escolha os calçados fechados, preferencialmente as botas mais pesadas. Você pode abusar no look com botas estilo coturnos ou botas acima dos joelhos.

Para não errar no look

Aquelas estampas florais tipicamente do verão, não combina com o inverno. Então fique ligada para não errar na hora de usar vestidos do verão durante o inverno. Deixe de lado as estampas tropicais ou de bichinhos delicados, elas são exclusivas para a estação quente.
como usar vestidos de verão no inverno
Se você gosta de roupas claras e quer aproveitar para usar vestidos brancos no inverno, não tem problema, tá liberado. As peças brancas são versáteis e podem compor looks incríveis com meia calça e calçados mais pesados. Portanto, meia calça preta irá formar um contraste fashion com seu vestidinho branco.
Saiba usar vestidos de verão durante o inverno
A mesma dica é válida para o amarelo, que embora seja uma cor tipicamente do verão, pode compor um look incrivelmente bonito em contraste com o preto.
Quem for mais segura e estiver a fim de ousar pode optar pelas meias  3/4 e 7/8 – por cima de outra meia mais fina. O importante é não deixar os vestidos do verão esquecidos durante o inverno.
Vestidos de verão com acessórios para o inverno
O chapéu e a coroa de flores também estão super na moda. A escolha dos acessórios faz toda diferença na composição dos looks.


A moda verão-inverno como aproveitar sobras da estação.

A moda inverno-verão

Por Denis Moraes
A transição do verão para o inverno sempre nos deixa com uma dúvida: que roupas podemos aproveitar na próxima estação? Na hora de guardar algumas peças é um “deus nos acuda”. Vou usar ou não? Bem, na verdade se você tiver bom senso na hora de montar uma produção, pode aproveitar várias roupas do verão na estação fria. A dica é aproveitar o que você tem no roupeiro e não gastar muito. Abaixo alguns exemplos de peças que podem ser usadas nas duas estação:
CALÇA DE COURO
A calça de couro é uma aposta super usável em ambas estações. Se você encontrar um modelito que fique bem no seu tipo de corpo (nem dançarina do tchan nem jéca-tatu),  abrace-a com força, pois o mais difícil, que foi achá-la, você já conseguiu. Tendo a calça em mãos, combinar é moleza! Na comparação acima, ela passou de peça de verão para o inverno com um simples blazer por cima. Em dias frios, troque a camisetinha por uma camisa mais grossa e acrescente uma manta quentinha.
BLAZER
Achar um blazer legal é beeeem mais fácil que uma calça de couro! Por isso, invista nessa peça coringa em todas estações. No verão, ele fica um charme tanto com vestidinho, como na foto acima, quanto com short jeans e camiseta. No inverno, ele é um item quase essencial, pois te deixa elegante e clássica.
Não ficou um amor com o chapéu e a botinha? Você pode trocar a saia pelo jeans ou uma calça de alfaiataria mais grossinha também!
CAMISA JEANS
A menina de cabelo espetaculoso está vestindo uma proposta interessante: jeans com jeans. Pois é, se você tem uma camisa denin e não sabe como usá-la, saiba que no inverno e no verão as opções são muitas. Na estação fria, use com saia, calça jeans, calça de alfaiataria, shortinho e meia calça. Vale a pena investir também em uma produção com pele fake, que fica um charme sobre a camisa jeans. No calor, aposte na camisa amarradinha ou use sobre a camiseta, como na foto acima.
MEIAS
Meias! Use e abuse delas em todas as estações. Repare como ela deu estilo aos os dois looks acima. Pois é, as vezes nos sentimos intimidades com algumas tendências e não nos arriscamos a usar, mas um detalhe na nossa produção pode deixar a roupa com outra cara. No verão, prefira as mais finas modelitos 3/4 e 7/8, como na foto. Para o inverno, as meias quentinhas são providenciais. Adorei o look estilo colegial combinado com o casaco trench coat.
TRANSPARÊNCIA
O transparente ainda é um estilo novo para muitas pessoas. Até pouco tempo, estava na listinha das peças que nunca usaríamos, mas, enfim ela voltou. E para provar que está com tudo, ela transita para o inverno também. Vimos isso em vários desfiles das semanas de moda inverno. Na comparação acima as duas estão usando saia, que pode ser usada em qualquer estação. Para torná-la adequada para os dias frios, acrescente uma meia calça e prefira uma botinha! Os acessórios fazem toda a diferença nesse tipo de look.
PELE FAKE
A pele fake combina com muitos estilos. Saia, calça, short, etc. Nos dias mais quentes ela completa à produção dando um visual hippie chic. Neste verão, o estilo 70-tista está sendo muito valorizado, por isso, a pele ganhou lugar de destaque junto a saias longas e peças fluidas. Para o inverno, a proposta é mais temporal, a pele ganha a função de deixar o look quentinho e elegante. Própria da estação, a peça dá uma estilizada no visual. Destaque para o colete, que pode ser usado com quase tudo e fica um charme sobre a camisa, como na foto acima.
SHORT JEANS
Ele é presença constante em todas estações, e como não poderia ser diferente, transita para o inverno com naturalidade. A peça é uma das mais usadas no verão, combina com tudo, é prática, fresquinha, confortável, enfim, uma peça coringa. Na foto acima, ela combinou o short com outra paixão da mulherada: a rasteirinha. No look inverninho, o sapato rasteiro foi substituído por uma botinha cano curto com meia calça fio 40. Para aquecer a parte superior do corpo, invista em peças quentinhas como cardigãs, casaquetos e jaquetinhas.
JAQUETA DE COURO
Ela tem sido visto em todo lugar. Desde o inverno passado, a jaquetinha de couro virou objeto de desejo de muitas meninas. Apesar das altas temperaturas do nosso verão, ela permaneceu firme e forte e é a companheira ideal das noites fresquinhas. Afinal, ninguém sái de casa sem um casaquinho, né? O charme do couro, transita para o inverno com mais força ainda. Nos desfiles coleção inverno, vimos á peça misturada com transparências, brilhos e até florais. No look acima, ela combina com camisa no verão e com jeans e blusãozinho no inverno.

Agradecimentos ao Correio feminino

domingo, 22 de março de 2015

Aveia: Benefícios no ganho de massa muscular e emagrecimento.

A aveia possui muitos benefícios para a saúde que poucos conhecem. Além de ser uma conhecida fonte de fibras, o cereal dispõe de uma grande quantidade de proteínas, vitaminas, lipídios (gorduras insaturadas) e minerais. A fibra solúvel presente na aveia, conhecida como ß-glucana, é responsável pela maioria dos benefícios do alimento. A ß-glucana retarda o esvaziamento gástrico que resulta na sensação de saciedade, auxiliando no controle de peso.
Este super cereal também possui uma capacidade antioxidante que auxilia na prevenção do aparecimento de doenças imunológicas, gastrointestinais, metabólicas e cardíacas. O consumo regular da aveia também fornece mais energia ao corpo, regula a função intestinal, a hiperglicemia (excesso de glicose no sangue), o diabetes e os reduz os níveis do mau colesterol no sangue (LDL).
Ufa! Quantos benefícios, hein? Contudo, mesmo com tantos atrativos, especialistas alertam que é necessário cautela na quantidade consumida. Em excesso no organismo o cereal pode trazer alguns efeitos colaterais, como a sensação de ventre inchado, desconforto abdominal e gases.
O tipo de aveia que possui maior quantidade de ß-glucana é o farelo de aveia, seguido dos flocos e da farinha. De duas a três colheres de sopa de aveia por dia garantem mais energia e vitalidade, sendo uma excelente dica para ter mais disposição antes dos treinos. O cereal ainda ajuda a reduzir a ansiedade, aumentar a saciedade, prevenir o esgotamento mental, a insônia e a prisão de ventre.
Muito versátil, a aveia pode ser salpicada por cima de frutas, iogurtes, sucos e vitaminas, além de ser usada em receitas de mingau, sopa, panqueca e até no feijão. Algumas pessoas também usam a aveia como substituta da farinha de mandioca em acompanhamento com churrasco e juram que os convidados nem percebem a diferença. Será? Quem fizer essa experiência pode contar para a gente nos comentários, ok?

Benefícios da aveia no ganho de massa muscular e emagrecimento:

A aveia é um dos alimentos que tem que estar sempre presente na dieta de quem visa o ganho de massa muscular e emagrecimento. Além de aumentar a saciedade como dito anteriormente, a aveia é um cereal que possui de médio a baixo índice glicêmico, fornecendo energia por mais tempo e reforçando os estoque de glicogênio muscular, sem causar grandes picos de insulina. Diminuindo a fome e queimando mais calorias.

Receita de Sopa de Aveia

Ingredientes:
  • 1 litro de água filtrada;
  • 2 cubinhos de caldo de galinha ou carne;
  • 1 xícara de aveia em flocos;
  • 1 colher de sopa de manteiga ou margarina;
  • Sal a gosto1 – Leve ao fogo a água filtrada e o caldo de galinha ou de carne. Ferva por três minutos e adicione a aveia deixando cozinhar por mais cinco minutos e reserve;
    2 – Coloque a margarina ou a manteiga ao fogo numa frigideira para “fritar”. Depois de ferver um pouco, a água vai evaporar;
    3 – Assim que a água evaporar, junte a margarina ou a manteiga na sopa. Quando a aveia estiver cozida, desligue o fogo;
    4 – Sirva acompanhada de torradas na manteiga.
    Receita de Mingau de Aveia
    Ingredientes:
    • 1 copo de leite desnatado;
    • 4 colheres de aveia em flocos;
    • 1 colher de açúcar (pode ser mascavo);
    • Canela em pó a gosto
    Modo de Preparo:
    1 – Em uma panela adicione o leite, a aveia e o açúcar e mexa bem;
    2 – Espere até levantar fervura;
    3 – Agora é só aguardar ficar um creminho por cima e desligar o fogo;
    4 – Salpique um pouco de canela em pó por cima e sirva.
    Receita de bolo de banana com aveia
    Ingredientes:
    • 250 g de aveia fina;
    • 1 colher de sopa de fermento;
    • 4 ovos;
    • 1/2 xícara de óleo;
    • 4 bananas;
    • 1 1/2 xícaras de açúcar (pode ser mascavo);
    • 1/2 xícara de castanha de caju ou do Pará picada;
    • Canela a gosto
    Modo de Preparo:
    1- Bata no liquidificador os ovos, a xícara de óleo, as bananas e o açúcar;
    2- Despeje a mistura na aveia fina com o fermento e opcionais a gosto;
    3- Coloque para assar em uma forma untada com forno médio, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos, ou até dourar.
    Rendimento: 20 porções
    Confira abaixo a composição nutricional da aveia:
    • Cálcio – 48mg
    • Calorias – 394kcal
    • Cobre – 0,44mg
    • Carboidratos – 66,6g
    • Ferro – 4,4mg
    • Fibras – 9,1g
    • Fósforo – 153mg
    • Magnésio – 119mg
    • Proteínas – 13,9g
    • Potássio – 336mg
    • Sódio – 5mg
    • Vitamina B1 - 0,55mg
    • Vitamina B2 – 0,03mg
    • Vitamina B3 – 4,47mg
    • Zinco – 2,6mg


Sete alimentos típicos de inverno que cabem na dieta.

POR CAROLINA SERPEJANTE


SopasQuando chega o inverno, logo vem à cabeça pratos gordurosos, como fondue, queijos amarelos e chocolate quente com marshmallows. No entanto, a estação mais fria do ano pode - e deve - ser relacionada a alimentos saudáveis e com baixa caloria, que podem muito bem fazer parte da dieta. Confira a lista de delícias que podem ser consumidas e anote as dicas de nutricionistas para acertar na quantidade e no modo de preparo: 

Prato típico do inverno, a sopa caseira pode ser muito nutritiva se for preparada com os devidos cuidados. "Evite temperos prontos, que têm uma grande quantidade de sódio e gordura, componentes que aceleram o aumento de peso e podem até agravar doenças cardiovasculares", diz a nutricionista Simone Abreu, da Clínica BeSlim, de São Paulo. "Deve-se ter cuidado também com a ingestão de sopas à base de creme de leite, pois estas costumam ser mais calóricas." 

As sopas mais magras são de legumes e verduras, principalmente as de folhas como repolho, espinafre e agrião. Para sabores diferentes, experimente uma de alho poró ou de creme de moranga. Segundo a especialista, uma sopa de creme de legumes tem em média 84 kcal em 250 ml - uma explosão de nutrientes com baixíssima caloria.

    Saúde está na moda !

    Canela: alimento termogênico favorece a dieta e combate o diabetes

    Esta especiaria também controla o colesterol e o triglicérides




    Canela é interessante para quem tem diabetes -  Fonte: Getty Images
    Canela é interessante para quem tem diabetes

    A canela possui uma série de benefícios. Ele ajuda a prevenir e combater o diabetes, controlando os níveis de açúcar no sangue e aumentando a sensibilidade à insulina. Esta especiaria originária da Ásia, mais precisamente do Sri Lanka, também contribui para o emagrecimento por ter uma ação termogênica. Estudos apontam que a canela ajuda a diminuir o colesterol total e o ruim, LDL, e também os níveis de triglicérides.
    Além disso, o alimento possui forte ação antioxidante e anti-inflamatória colaborando para a prevenção de doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores e ajudando a combater resfriados.

    Principais nutrientes da canela

    A canela possui boas quantidades de cromo, nutriente responsável pelo efeito de melhora na sensibilidade à insulina e no controle glicêmico, fazendo com que o nutriente beneficie pessoas com diabetes. 
    A especiaria também conta com o polifenol MHCP que pode melhorar a ação da insulina nas células, contribuindo para regularizar os níveis de glicose no sangue. Isto faz com que o nutriente seja interessante para o controle do diabetes tipo 2.  
    Além disso, a canela é rica em compostos fenólicos que possuem uma atividade antioxidante, ou seja, neutralizam os radicais livres e podem assim prevenir o envelhecimento precoce, doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores. 
    A canela também tem uma ação anti-inflamatória devido ao cariofileno, nutriente que integra sua composição. Isto faz com que o consumo da especiaria seja indicado para quem sofre com problemas inflamatórios, entre eles a obesidade

    Benefícios da canela

    Previne e controla o diabetes: Um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry dos Estados Unidos observou que a canela contribuiu para o aumento do metabolismo do açúcar nas células de gordura, o que ajuda na prevenção do diabetes tipo 2 e também de doenças cardiovasculares. 

    A canela possui cromo. Este nutriente pode aumentar a sensibilidade à insulina, quando isso acontece há um risco maior de a pessoa desenvolver uma resistência à insulina e consequentemente o diabetes.  

    O cromo também é interessante porque melhora o controle glicêmico, evitando picos de glicemia. Assim, o pâncreas precisa produzir menos insulina, o que evita que os órgãos se tornem resistentes ao hormônio sem que seja preciso mais dessa substância para absorver a mesma quantidade de açúcar, quadro que pode evoluir para diabetes tipo 2.  

    A especiaria ainda conta com o polifenol MHCP que melhora a ação da insulina nas células, contribuindo para a redução dos níveis de glicose no sangue. Assim, a canela é uma grande aliada no controle do diabetes tipo 2. 

    Os resultados positivos da canela também foram observados em mulheres com resistência à insulina associada à Síndrome do Ovário Policístico.  

    Controla o colesterol: Um estudo publicado pela American Diabetes Association, dos Estados Unidos, com 60 pessoas observou que o consumo de canela por 40 dias contribuiu para a diminuição do colesterol total, a redução variou entre 12 e 26%, enquanto do colesterol ruim, LDL, a redução variou de 7 a 27%. 

    Acredita-se que este benefício ocorra devido às ações antioxidante e anti-inflamatória da canela. Porém, especialistas afirmam que ainda são necessários mais estudos para poder afirmar que a canela de fato contribui para a redução do colesterol. 

    Controla o triglicérides: O mesmo estudo publicado pela American Diabetes Association, dos Estados Unidos também observou a redução dos níveis detriglicérides, diminuição que variou de 23 a 30%, após 40 dias consumindo a canela. Os altos níveis de triglicérides aumentam os riscos de desenvolver diabetes e doenças coronarianas. 

    Assim como no caso do colesterol, os especialistas também afirmam que ainda são necessários mais estudos para poder afirmar que a canela de fato contribui para a redução dos níveis de triglicérides. 

    Combate o resfriado: É interessante consumir a canela quando estiver resfriado. Isto porque ela possui um efeito imunomodulador que contribui para melhorar a resposta do organismo contra o vírus causador de gripes. Então, pode-se dizer que essa especiaria estimula o sistema imunológico

    Contribui para o emagrecimento: A canela contribui para o emagrecimento por ser um alimento termogênico. Isto significa que ela é capaz de aumentar o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico. 

    Além disso, a especiaria tem ação anti-inflamatória o que faz com que seu consumo seja interessante para pessoas com obesidade, já que esses indivíduos possuem um quadro de inflamação crônica. 

    Ação antioxidante: A canela possui compostos fenólicos que possuem atividade antioxidante ou seja, neutralizam os radicais livres. Entre os benefícios que esta ação proporciona estão prevenir o envelhecimento precoce, doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores.  

    Quantidade recomendada de canela

    Boa parte das pesquisas realizadas com canela foram com uma quantidade que variou entre 1 e 6 gramas, o equivalente a meia ou até uma colher de chá, ao dia. Como estes valores mudam muito, é interessante consultar um médico ou nutricionista sobre a melhor porção do alimento para cada pessoa. 

    Como consumir a canela

    Não há diferenças nutricionais entre a ingestão da canela em pó ou em pau. Esta especiaria pode ser consumida polvilhada sobre frutas, legumes e carnes e também pode ser incluída em chás e sucos. O alimento também fica muito bem polvilhado sobre doces, como arroz doce, cural de milho e mingau de aveia, entre outros.  

    Combinando a canela

    Canela + gengibre: Esta combinação é poderosa para quem está resfriado ou quer prevenir o problema. A canela estimula o sistema imunológico e o gengibre possui ação anti-inflamatória que ajuda a lidar com infecções no trato respiratório e tosse. A dupla também potencializa o gasto energético no organismo, pois assim como a canela o gengibre também é um alimento termogênico que ajuda a acelerar o metabolismo. 
    Canela+ arroz doce: Um estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutrition observou que incluir três gramas de canela no arroz doce promove a redução dos níveis de insulina logo após a refeição e o aumento do GLP-1, hormônio que estimula a secreção de insulina. Esse processo ajuda a controlar as taxas de açúcar no sangue. 

    Contraindicações



    O chá de canela não é interessante para as gestantes - Foto: Getty Images
    O chá de canela não é interessante para as gestantes

    O consumo da canela, tanto polvilhada quanto na forma de chá, não é indicado para as gestantes em qualquer fase da gravidez. Isto porque a especiaria pode aumentar as contrações uterinas, elevando o risco de aborto. O alimento também não é interessante para lactentes e bebês. 
    Pessoas com hipertensão devem consultar o médico sobre o consumo da canela. Isto porque alguns profissionais da área da saúde defendem que a especiaria pode elevar a pressão arterial, agravando a doença. 
    Contudo, um estudo realizado pela Thames Valley University, da Inglaterra, mostrou exatamente o contrário. A pesquisa feita em indivíduos com diabetes tipo 2, observou que os níveis de pressão sanguínea destas pessoas reduziram após o consumo de dois gramas de canela por dia durante doze semanas. Como ainda não existem estudos suficientes para provar este benefício, o cuidado de hipertensos com o consumo do alimento continua.  
    Pessoas com problemas de fígado e rim também precisam conversar com o médico antes de consumirem a canela. Isto porque alguns estudos recentes mostraram que a canela contém um composto tóxico conhecido como cumarina. Em altas concentrações a substância pode causar danos ao fígado e ao rim. 

    Riscos do consumo em excesso

    Em pessoas saudáveis o consumo em excesso da canela, além dos seis gramas máximos recomendados, pode levar a intoxicação, irritação das mucosas e do intestino, alteração dos batimentos cardíacos, úlcera e alergias

    Receitas com canela



    Arroz doce e canela é uma ótima combinação - Foto: Getty Image
    Arroz doce e canela é uma ótima combinação